Com a evolução do turfe paranaense, havia melhorias no hipódromo e mudança de nome. Em 1887 mudou para Prado Curitybano e, a cada reunião, a lotação era máxima:3 mil pessoas. Naquele ano, segundo o IBGE, a província de Curitiba, tinha 24.500 habitantes.

Os cavalos eram ainda mestiços, alguns deles puxadores de carroça, cuja baia ficava sempre nos fundos da casa do proprietário, porém, já havia alguns turfistas mais refinados, cujo objetivo era a criação, isto é, se esmeravam na escolha de bons reprodutores, embora ainda escassos.

O deslocamento do público ao prado, exigia muita paciência e sacrifício, pois era demorado e dependia sempre das chamadas jardineiras, puxadas por cavalos e, mais tarde, bondes puxados por mulas, mas sempre em número limitado.

Contudo as corridas continuavam sendo, quando programadas, a grande festa da cidade.

Contato: ribas.video@gmail.com